Transportes
08/09/2018

Resolver os problemas de desabastecimento de água e transformar linhas de trem em metrô

O candidato ao Governo do Estado do Rio, Eduardo Paes (Democratas) fez caminhada neste sábado pelo Calçadão de Campo Grande, na Zona Oeste, e prometeu, caso seja eleito, melhorar o sistema ferroviário. Pela manhã ele se reuniu com funcionários da Cedae, na Tijuca, Zona Norte e se comprometeu a resolver os problemas de desabastecimento de água.

– Sei que a Zona Oeste ainda passa por problemas de abastecimento d’água que não são aceitáveis. Pela manhã, me reuni com funcionários da Cedae e assumi compromissos com a empresa. Mas disse para eles: vamos levar água com decência para toda a Baixada Fluminense, São Gonçalo e para a Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro – contou Paes.

Sobre os problemas de Segurança na Zona Oeste, Paes afirmou que a região vai ser uma prioridade na luta contra a violência. Ampliação do policiamento ostensivo, com mais policiais nas ruas para assegurar a tranquilidade das famílias foi uma das propostas apresentadas em relação ao tema.

Na questão de Mobilidade não só para a Zona Oeste como para a Baixada Fluminense, que são dependentes do sistema ferroviário, Paes quer oferecer maior qualidade à população. E, por isso, quer fazer com o que os trens se assemelhem ao metrô.

– A diferença entre o trem e metrô é que o metrô tem muito mais previsibilidade. Ele funciona com intervalos menores. Funciona com horários sendo respeitados, e isso é uma mudança de sistemas. Claro que não é tão simples e tão barato assim, mas é um investimento que precisa ser feito. Temos uma parte importante do Estado, da população da Região Metropolitana, da Baixada Fluminense, e aqui, na Zona Oeste da cidade, que é atendida pelo sistema de trens. Ele pode ser melhorado a partir desses investimentos nos sistemas operacionais – explicou Paes.

Em suas duas gestões à frente da administração da prefeitura do Rio, Paes deu especial atenção para a Zona Oeste, que é a região mais carente da cidade. São 1,7 milhão de habitantes em um território que representa 48% da capital fluminense.

– Eu vou voltar! Eu vou voltar para enfrentar os problemas, eu vou voltar para não fugir à luta, eu vou voltar para na hora em que tiver os problemas que sabemos que têm, vocês vão ver que o primeiro a aparecer vai ser o governador Eduardo Paes. Vai ser como era na época da prefeitura. E vamos governar com muito amor, muita paixão e muita dedicação para cuidar de quem mais precisa. E na cidade do Rio quem mais precisa é a Zona Oeste – frisou Paes.